Menina que Vivia no Mundo da Lua
Menina que Vivia no Mundo da Lua

Victória é uma menina que se esquece de tudo. Ela vive com a cabeça no mundo da Lua. Com a ajuda de sua imaginação, Victória é capaz de criar mundos perfeitos, onde não há guerras e as pessoas estão sempre felizes.
Se prestarmos atenção ao redor tem muita gente que vive no “mundo da Lua”.

Editora: Nova Fronteira

Ilustrações: Ana Terra

botão comprar
Sua Majestade, O Elefante
Sua Majestade, O Elefante

Duas histórias divertidas e ao mesmo tempo ternas sobre esse enorme e simpático mamífero, que recuperam as antigas lendas africanas e os contos transmitidos de geração em geração. Na primeira delas, descobrimos que nem sempre o leão foi o Rei dos Animais. A segunda história fala sobre como o elefante ganhou sua tromba comprida.

Editora: Paulinas

Ilustrações: Rosinha Campos

botão comprar
Enigma de Huasão: uma História Peruana
Enigma de Huasão: uma História Peruana

O livro narra com extrema sensibilidade e beleza estética os enigmas que cercam a desolada e deserta vila de Huasao, a noroeste de Cuzco, no Peru. Hilaria, moradora da região, fornece-lhe os fatos - estranhos, misteriosos - e nasce uma história tão bem tecida, tão fantástica, tão enigmática quanto os acontecimentos vividos pelos moradores da milenar aldeia de Huasao. Enigmas de Huasao é para o público jovem conhecer a cultura do povo latino.

Editora: Global

Ilustrações: Gonzalo Cárcamo

botão comprar
Traça-Letra e Traça-Tudo
Traça-Letra e Traça-Tudo

O amor ao livro esta registrado nessa páginas. Duas Tracas vivem aprontando. Uma é intelectual e a outra gulosa Traça-tudo gosta de abocanhar qualquer coisa que vê pela frente, sejam substantivos, adjetivos, advérbios. O que será que ela comeu que deu uma tremenda dor na barriga?

Editora: Larousse

Ilustrações: Simone Matias

botão comprar
D. Carminha Cebolinha :a Consertadora de Sonhos
D. Carminha Cebolinha :a Consertadora de Sonhos

Dona Carminha Cebolinha tem uma profissão diferente - consertar sonhos - com seu jeito encantador a bondosa e simpática velhinha ajuda meninos tristes a descobrirem seus sonhos e ensina crianças sobre como é importante sonhar e nunca deixar a fantasia ser levada pelo vento.

Editora: Larousse Júnior

Ilustrações: Fabiana Salomão

botão comprar
Morrendo de Rir
Morrendo de Rir

Morrendo de rir começa nos anos 1960, quando uma epidemia de riso toma conta da pequena Arusha, uma cidade ao norte da Tanzânia, na África. O surto começa com três alunas de um colégio que caem na gargalhada e atinge toda a população, numa onda incontrolável de risadas. Numa narrativa que acontece em camadas, revelando novos personagens e possibilidades a cada página, Luciana Savaget sugere que, mais importante que o fim de uma história, é o caminho que se faz para chegar até ele.

Editora: Nova Fronteira

Ilustrações: Mauricio Veneza

botão comprar